Ver Resposta Única
Antigo 20-05-2010, 16:10   #78
AC23
Lavador
 
Registado em: Oct 2009
Posts: 19
Padrão

Citação:
Publicado originalmente por lionman Ver Post
Um dos principais problemas que eu vejo nestas situações é o potencial de desvalorização que estes problemas podem trazer aos nossos BMW.

Bem sei que não existe marca que não tenha problemas (existem também histórias arrepiantes com Mazdas, Mercedes, etc), mas já diz o ditado: "com o mal dos outros posso eu bem".

Quem compra um carro destes tem também na sua cabeça o valor de mercado do mesmo numa possível venda futura (e nisso quem "reina", quer se queira quer não, são as marcas "premium").

Além do mais eu acho que nestas coisas as marcas devem ter uma postura de total transparência com os problemas que ocorrem nos seus modelos (eu gostei do posicionamento da Toyota).

Mentir (ou ocultar) não leva a lado nenhum (até porque a mentira tem "perna curta").

Com os meios que os utilizadores dispõem hoje em dia, já não é possível enveredar por uma política de silêncio (e a prova cabal disso está neste e noutros fóruns).

A título de exemplo: antes de decidir por um BMW estive quase a adquirir uma Mazda 6, contudo, decidi consultar o forum de utilizadores e ao fim de um tempo apercebi-me que existia um problema com o filtro de particulas que muitas vezes não regenerava automaticamente.

Um dia lá perguntei a um stand sobre este tema e obtive a resposta: "olhe eu aconselho aos clientes que andem muito em cidade, que antes de chegarem a casa façam uns kilometros sempre acima das 2.000 rpm para que se faça a regeneração do filtro de partículas".

O vendedor foi honesto ? Sim foi , mas , porque eu coloquei especificamente a questão (porque até então nada se falava sobre este tema).

Como devem calcular essa opção ficou logo posta de parte (não me passa pela cabeça andar a fazer voltas ao quarteirão para que o carro faça uma regeneração ).

Certo é que quase parece que as marcas andam-se a desleixar nestes ultimos tempos.

Facto é que as políticas de silêncio legitimam todo o tipo de interpretações (e daí serem péssimas políticas). Esta situação pode ser um "probleminha" ou um "problemão" consoante o número de unidades que estarão atingidas por este defeito de concepção. Nada como a marca desmistificar porque só tem a ganhar com isso:

- Integridade
- Honestidade
- Confiança

E se pensarmos bem , quem é que até certo ponto é responsável por deixar as coisas chegarem a este ponto? Nós consumidores !

Se todos os consumidores começassem a unirem-se e/ou a exigirem nada mais nada menos que os seus direitos garanto-vos que provavelmente todos estes problemas já teriam sido solucionados.

Lamento o "off-topic"

Bottom line: continuo a gostar da BMW (são carros muito bons de se conduzirem e na minha óptica extremamente bonitos), mas ainda gostaria muito mais se a postura fosse um pouco diferente

Bom!!! Tudo o que se podia dizer neste forum, para que a BMW tome conseciência do que deve fazer, tu disseste neste post. Concordo em tudo o que foi dito.

Comentando o que achas acerca da posição da Toyota:
Acho bem, que as marcas reconhecam os seus defeitos de fabrico ou má concepção de alguns componentes e consequentemente lancem Recalls para as viaturas em questão.
No entanto, quanto ao que se refere à BMW, não sei se ouviram/leram uma noticia faz duas semanas (autohoje) http://www.autohoje.com/index.php?op...540&Itemid=360 de que a BMW foi considerada a marca mais valiosa do mundo, etc.... um dos aspectos com maior relevância para atribuição desse titulo era o facto de ser das marcas com menos "Recall". Ora´, já se percebe porquê... os carros têm problemas e eles não tem o bom senso Na mh prespectiva, pela dimensão que tem a vibração nos S1 e S3, a BMW devia lançar um REcall.
AC23 está desligado   Responder com citação