Ver Resposta Única
Antigo 20-02-2010, 09:59   #3
lionman
Aprendiz de Mecânico
 
Avatar de lionman
 
Registado em: Feb 2010
Posts: 44
Padrão

Citação:
Publicado originalmente por lude Ver Post
Antes de mais, bem vindo!



Se o carro é novo e teve o problema 1Km depois de ter saído do stand, porque não retornou ao stand, exigindo que o problema fosse resolvido de imediato?



As piores impressões possíveis da marca apenas devido a um problema no equipamento áudio?
Se nos 20 anos / 8 automóveis anteriores nunca teve nenhum problema tão grave, só poderei concluir que os automóveis anteriores foram um exemplo de fiabilidade.
Já agora... Se não for indescrição, quais foram os carros que teve anteriormente? Para serem máquinas tão fiáveis, não estou a imaginar outra marca que não Toyota/Honda...
Viva,

O carro é novo e obviamente que retornei ao stand, mas como as oficinas do concessionario estavam fechadas não se podia fazer nada.......

Não se trata de um "simples problema de audio". Ao fim de uns minutos gera-se um barulho de estatica ensurdecedor no carro , ao ponto de eu ter de parar o carro para o desligar (e depois continuam a sair pequenos barulhos de estatica).

Como o carro depende do sistema de audio para comunicar com o condutor, isto significa que não tenho : avisos sonoros, GPS, radio, etc

Sim tenho neste momento as piores impressões possíveis da marca , e porque ?

1) Porque nunca na vida um carro me deu problemas à saída do stand

2) Porque estamos a falar de uma marca premium que deve primar também pela qualidade de serviço ao cliente e que tinha no minimo como obrigação ter facultado um carro de substituição de imediato (isto podera ser mais um problema do concessionario) e ficar encarregue de arranjar o problema com o minimo dos incomodos ao cliente

O certo é que quem se trama é sempre o cliente que lá terá de se deslocar na segunda-feira à oficina para ir tratar de um problema da inteira responsabilidade da marca que entregou um carro novo defeituoso.

Como é óbvio, face ao que se passou temos de ser optimistas e pensar que foi algo que passou "despercebido", esperando que o ditado portugues "quem nasce torto , tarde ou nunca se indireita" não se concretize (e se as coisas correrem bem, serei o primeiro a aconselhar sem qualquer duvida esta marca).

As marcas de carro que tive foram: Peugeot, Rover, Volvo, Opel e Audi (não sejamos fundamentalistas ao ponto de pensar que é preciso ser marca japonesa ou alemã para se ter exemplos de fiabilidade).

Cpts.
lionman está desligado   Responder com citação