Tópico: Tudo sobre pneus
Ver Resposta Única
Antigo 13-05-2009, 13:16   #3
lude
Moderador
 
Avatar de lude
 
Registado em: Mar 2009
Localização: Chelas
Posts: 4,433
Padrão

Os fabricantes de pneus algumas vezes publicam os coeficientes de atrito de rolamento para seus pneus. Esse número pode ser usado para se calcular qual a força necessária para impulsionar o pneu na estrada. O coeficiente de atrito de rolamento não tem relação alguma com a tracção do pneu, é um coeficiente empregado apenas para calcular a resistência ao arraste ou a resistência ao rolamento dos pneus. Este coeficiente é como qualquer outro coeficiente de atrito: a força necessária para superar o atrito é igual ao coeficiente de atrito de rolamento multiplicado pelo peso sobre o pneu.

Esta tabela lista os coeficientes de atrito de rolamento típicos para diferentes tipos de roda.

Tipo de pneu Coeficiente de atrito de rolamento
Pneus com baixa resistência
de rolamento _______________________ 0,006 - 0,01
Pneus comuns para automóveis____________ 0,015
Pneus de camião_______________________ 0,006 - 0,01
Roda de combóio_________________________0,001


A seguir estimamos qual a força que um carro necessita para impulsionar seus pneus na estrada. Digamos que o carro pese 1.814 kg e que os pneus tenham um coeficiente de atrito de rolamento igual a 0,015. A força é igual a 1.814 x 0,015, ou seja 27,21 kg. Vejamos agora qual a potência correspondente a esta força. Consultando o artigo de HowStuffWorks Como funcionam a força, o torque, a potência e a energia, vemos que a potência é igual à força vezes a velocidade. Portanto, a potência que os pneus usam depende da rapidez do movimento do carro. A 121 km/h os pneus estão usando 11,8 cavalos vapor (cv), e a 89 km/h eles usam 8,7 cv. Toda esta potência está sendo transformada em calor. A maioria vai para os pneus, mas parte dela vai para a estrada (o pavimento, na realidade, flecte um pouco quando o carro rola sobre ele).

Desses cálculos, conclui-se que as três coisas que influem na força necessária para impulsionar o pneu na estrada (e, em decorrência, qual a quantidade de calor desenvolvida nos pneus) são: o peso sobre os pneus, a velocidade do carro e o coeficiente de atrito de rolamento (que aumentará se a pressão dos pneus diminuir).

Se o carro rodar por superfícies mais macias, como areia, por exemplo, mais calor irá para o solo e menos para os pneus, mas o atrito de rolamento será maior.


Problemas com pneus


Os pneus com pouca pressão podem fazer com que o desgaste seja maior na banda de rodagem do lado externo. Podem também fazer aumentar a eficiência do consumo de combustível e aumentar o calor gerado nos pneus. É importante verificar a pressão dos pneus com um calibrador pelo menos uma vez por mês.

Padrões de desgaste dos pneus com pouca pressão, com pressão adequada e com sobrepressão





A sobrepressão faz com que os pneus se desgastem mais na parte central da banda de rodagem. A pressão do pneu não deve nunca exceder a pressão máxima discriminada no flanco do pneu. Os fabricantes de automóveis muitas vezes sugerem uma pressão menor do que a máxima, porque os pneus proporcionarão uma viagem mais suave. Mas rodar com os pneus em uma pressão mais alta reduzirá o consumo de combustível.

O desalinhamento das rodas faz com que a parte interna ou externa do pneu se desgaste de forma desigual, ou que fique com uma aparência áspera e ligeiramente desbastada.
__________________
ŁµÐ€ ρяѻσנє¢†s: nuno.2ya.com - ツ - ɯoɔ˙ɐʎ2˙ounu//:dʇʇɥ
BMW 330Cd | Honda Prelude 2.2 VTEC 4WS


"Subviragem é quando bates de frente no muro. Sobreviragem é quando bates de traseira no muro.
Potência é a velocidade com que bates no muro. Binário é até onde consegues levar o muro contigo."

Última edição por lude; 13-05-2009 às 13:18.
lude está desligado   Responder com citação